toda luz que não podemos ver | Anthony Doerr



A vida pode encontrar diversas maneiras de ser surpreendente. Em alguns casos, surpreendentemente singular.

Imagine-se adolescente e cega, na França em guerra de 1939-1945. Seu pai é funcionário do museu, e construiu pra você uma maquete de todo o bairro para que você consiga aprender caminhos e ser mais independente. De repente, você precisa deixar o seu lar e a realidade que você conhece para fugir da ocupação alemã, com seu pai carregando secretamente uma preciosidade do museu. Em contra partida, nas minas da Alemanha, vive um pobre garoto órfão que com seu talento em mecânica consegue uma bolsa de estudos e logo um cargo no exército alemão. Dois lugares, duas pessoas, dois corações que acabam por se cruzar de uma maneira singela e curta.

Um livro assim pode até soar previsível. Duas pessoas "azaradas" pelas condições da vida, que vivem de maneira diferente e enxergam o mundo de maneira diferente, se esbarram e acabam por se encantar um pelo outro. Potencial pra ser "só" mais uma história de romance não falta, né? Mas isso não é o que você vai encontrar nesse livro.

A escrita do autor é leve e fluida, alternando bem entre a Marie-Laure e Werner. Pode ser cansativa em alguns momentos pra quem não gosta muito de história, pois é impossível escrever um livro vivenciado na segunda grande guerra sem tocar em fatos verídicos pra validar situações e argumentos. O autor não dá aula de história em nenhum momento, mas você irá compreender muito melhor o livro se possuir uma boa noção do que aconteceu naquele período.



Quando perdi a visão, Werner, as pessoas disseram que eu era corajosa. Quando meu pai foi embora, as pessoas disseram que eu era corajosa. Mas não era coragem; eu não tinha escolha. Acordo todos os dias e vivo minha vida. Você não faz a mesma coisa?

Eu poderia falar muito mais sobre os personagens, mas não irei fazer isso pois acredito que tiraria a mágica por trás dessa história maravilhosa. Quando o peguei pra ler, eu havia lido apenas a sinopse. Então, tudo o que aconteceu foi uma completa surpresa pra mim, e espero que também seja pra você.

Lembra que eu disse que a vida poderia ser surpreendente? Pois bem, esse livro consegue ser surpreendentemente lindo, mesmo nos fazendo vivenciar condições terríveis. Toda luz que não podemos ver nos mostra o amor de uma maneira que não costumamos ver, o amor inocente e que acaba guardado pra si mesmo por não ter tido a oportunidade de florescer, mas que não deixa de ser amor.



Até o próximo post, pipou. ❤

5 comentários

  1. que resenha linda! impossivel nao se interessar pelo livro do jeito que você o resenhou! muito obrigada pela dica! seu cantinho ficou tão lindo! sou apaixonada nesse teu blog! um super beijo, tety
    enflorando.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, amore! Esse livro é maravilhoso mesmo. Nos ensina muitas lições e nos faz repensar muitos conceitos. Obrigada pela visita, você é sempre bem vinda por aqui. ❤
      ~abraços~

      Excluir
  2. Respostas
    1. Você vai amar, Day! É super diferente dos romances "normais" digamos assim, hehe. 😊
      ~abraços~

      Excluir
  3. Uma resenha gostosa de ler ,será que tem em pdf ? Amo muito histórias com essa temática! 🌸💛

    ResponderExcluir

Antes de comentar, lembre-se de ser gentil! Tenho certeza de que você também quer ser tratado com gentileza. :)

© Agridoce Vida - Todos os direitos reservados. • Maira G.