sobre se reinventar e o medo dos erros

outubro 30, 2016


Preciso confessar: eu sou uma pessoa perfeccionista.
Se eu quero fazer algo por livre e espontânea vontade -porque pra coisas que sou obrigada a fazer não tenho muita paciência, admito- eu quero fazer bem feito. De maneira que eu olhe para aquilo e pense: "puxa, ficou bom mesmo!". Enquanto eu não tiver essa sensação, eu não paro de fazer e refazer.

E porque eu sou tão perfeccionista? Simples: porque tenho medo dos erros. Fazer algo e isso acabar dando errado é motivo para o tempo fechar na mesma hora. Tudo sempre tem que estar do jeito que idealizei e fim. Do contrário, eu nunca estou 100% satisfeita.

É fácil concluir que esse jeito de pensar é uma faca de dois gumes. Ao mesmo tempo que isso me impulsiona a melhorar minhas técnicas, a saber mais sobre algo e a evoluir, também me torna sujeita a um padrão inalcançável criado por mim. Eu não conseguia me expor ao risco, aceitar o fato de que nem sempre dá pra ser do meu jeito e vida que segue.

Li um post em um blog, onde a pessoa falava sobre sair da sua própria zona de conforto. Eis aí algo que eu nunca havia parado pra pensar com clareza! Depois de refletir, cheguei a conclusão que eu só fazia coisas as quais eu tivesse o controle absoluto, ou seja: quase 0% de chance de erros.

Gente, nada melhor do que deitar na sua cama e repensar tudo olhando pro teto. Foi de uma situação assim que eu fiz minha decisão: é hora de se reinventar. Tentar coisas novas, algumas que eu já tinha vontade há muito tempo, e outras que são mais recentes. Fazer coisas pela alegria de poder estar viva e realizando algo bom, e não para suprir o ego. Permitir erros, ou melhor: abraça-los, pois são eles que nos norteiam sobre o certo.

O youtube, o projeto 100 happy days, o violão -e algumas outras coisas que não posso contar ainda- estão sendo meus desafios diários. Eu não tenho como faze-los sem errar em algum momento. Por isso me privei dessas ideias durante tanto tempo. A notícia boa é que o tempo acabou.

A vida passa muito rápido. E por mais que essa frase de caminhão seja dita desde que o mundo é mundo, são poucas as pessoas que realmente entendem isso. E eu passei a ver que me privar de sonhos por medo dos erros é aumentar a velocidade da vida, sem aproveitar ela.

Portanto, pra você que leu até aqui, é por isso que o blog deu ~mais uma~ mudada. Como eu disse pra Amora, prometo de dedinho que agora vou dar uma sossegada hehehehe. O importante é que estou me sentindo 100% feliz mesmo estando exposta a erros. Como é bom mudar! ☺

Fiquem com Jesus e até o próximo post. 
4 comentários

ainda é cedo para desanimar

outubro 25, 2016



Eu sei que no seu íntimo, você deseja muitas coisas diferentes do que elas são.
Respira fundo. Hoje foi apenas mais um dia, e não a vida toda.

Se ajoelhe e peça perdão. Saiba que é neste momento que os recomeços se iniciam. Não tente fazer nada antes disso. Busque o Pai e Sua misericórdia, entenda que sem Ele você jamais conseguirá fazer nada. Tudo sempre estará fugindo dos seus planos, e por uma razão: os seus planos jamais serão perfeitos como os Dele. Busque a Ele, e as coisas começarão a fazer sentido.

Se desapegue. Desse mundo, das coisas materiais, dos status. Lembre-se que você veio do pó. Sua vida aqui é uma centelha. Você só passa a ter valor pois Jesus te salvou -e não foi pra você viver de postar fotos no instagram. Não, não é que seja errado. Mas a vida -a vida em sua plenitude- é mais e muito além do que isso.

Viva mais. E digo: fora das redes. Se permita fazer um passeio ao shopping ou a sorveteria sem levar o celular ou a câmera. Tenha aqueles momentos apenas como lembranças na sua memória. Seja feliz sem ter que provar ou mostrar isso para alguém.

Saiba quem você é. Sua identidade é importante, e é nela que você irá se firmar quando as dúvidas começarem a surgir. Ela é única! Mas também se parecerá com as de muitas pessoas, afinal, você não é o único ser humano na terra, é? hehe. Seja sempre humilde! Não pense que alguém está tentando "copiar sua identidade." Aqueles são apenas os gostos da pessoa, e que, coincidentemente, se parecem com os seus. Ao invés de fazer intrigas disso, fique feliz! Vocês podem ser bons amigos.

Se reinvente. Experimente coisas que você nunca teve coragem de fazer. Mesmo que você erre, mesmo que não seja tão bom, mesmo que ninguém ligue: faça por si mesma. Como diria Fernando Pessoa: "....o resto é a sombra de árvores alheias."

E saiba a hora de parar.
Parar com o que te fere, dia após dia. Parar com os hábitos nocivos ao Espírito Santo. Eu não preciso citar nada aqui, porque você sabe exatamente o que te afasta Dele. Então, pare. Enquanto há tempo de recomeçar.

Fale com Jesus sobre a beleza do céu. Ele gosta de admira-lo junto conosco.
Até o próximo post. 

"[...] Pois eu lhes digo que assim também vai haver mais alegria no céu por um pecador que se arrepende dos seus pecados do que por noventa e nove pessoas boas que não precisam se arrepender." Lucas 15:7

Nenhum comentário
© Agridoce Vida - Todos os direitos reservados. • Maira G.